ALAN LANDAY

Alan L. Landay, PhD, é professor do Department of Immunity & Emerging Pathogens e pesquisador principal do Rush Immunology Specialty Laboratory, ou ISL, com 35 anos de experiência em estudos da imunopatogênese do HIV. Ele trabalha com o AIDS Clinical Trials Group desde o início e dirige o ISL desde o início. Seus estudos sobre imunofenotipagem e imunidade inata na doença do HIV fizeram contribuições significativas para esse campo. Esses estudos iniciais foram realizados em uma população recém-reconhecida de hemofílicos que comprovadamente desenvolveram AIDS. Esse trabalho foi ampliado com publicações mais recentes usando citometria de fluxo multiparâmetro para definir subconjuntos de monócitos e a função essencial dos monócitos e da ativação de células imunes inatas na patogênese do HIV. Esses artigos contribuíram para uma mudança no pensamento sobre o HIV como uma doença imunológica adaptativa para uma doença focada na inflamação inata conduzida por células ligadas ao desenvolvimento da imunossenescência.

ANA MARISA CHUDZINSKI - TAVASSI

Farmacêutica - bioquímica formada pela Universidade Federal do Paraná, com mestrado e doutorado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), doutorado pelo Instituto Pasteur de Paris e pós - doutorado pela Academia Nacional de Medicina de Buenos Aires, é pesquisadora 1C do CNPq e professora credenciada nos cursos de pós - graduação em Biologia Molecular da Unifesp, Interunidades em Biotecnologia da Universidade de São Paulo (USP) e Toxinologia do Instituto Butantan. É membro titular do Conselho Superior do Instituto Butantan, do Conselho Curador da Fundação Butantan, do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação da Cidade de São Paulo e da Rede Brasileira de Inovação Farmacêutica. Possui 140 artigos publicados em revistas indexadas, 25 patentes depositadas no Brasil e/ou exterior, 12 capítulos de livros, 26 orientações de dissertações de mestrado e 26 de teses de doutorado, e 27 supervisões de pós - doutorados. Idealizou e foi coordenadora geral do curso de MBA em Gestão da Inovação em Saúde do Instituto Butantan, que formou mais de 200 pessoas de todo o país durante os cinco anos em que foi ministrado. Ana Marisa tem atuado na liderança de projetos de parceria com empresas farmacêuticas e empresas de tecnologia, nacionais e internacionais, e idealizou e dirige o Centro de Excelência para Descoberta de Novos Alvos Moleculares (CENTD), parceria público - privada apoiada pela FAPESP, GlaxoSmithKline e Butantan. Entre seus prêmios mais recentes estão o VII Prêmio Octavio Frias de Oliveira do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo - ICESP (2016).

ANA MORO

Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo, MsC em Ciências Biológicas (Biologia Molecular) pela Universidade de Brasília, PhD em Ciências Biológicas (Biologia Genética) pela Universidade de São Paulo, pesquisador assistente em Genética Bioquímica na University College London, Inglaterra e pós - doutor em Biologia Celular pela Università degli Studi di Torino, Italia. É Pesquisador Científico VI do Instituto Butantan e diretor do Laboratório de Biofármacos. Professor orientador de Doutorado nos programas de Biotecnologia e Imunologia da Universidade de São Paulo. Tem experiência nas áreas de Biotecnologia, Imunologia Aplicada e Biologia Molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: anticorpos monoclonais neutralizantes para vírus e toxinas, humanização de anticorpos monoclonais, anticorpos humanos terapêuticos, geração de linhagens celulares, cultivos celulares, metabolismo celular, desenvolvimento de processos, biorreatores. É membro do comitê gestor do INCT - Instituto de Investigação em Imunologia. Desenvolveu projetos em parceria com empresas (Recepta biopharma e Libbs Farmacêutica). Ganhou prêmios de Melhor Trabalho (Fundação Butantan) e de Inovação Tecnológica em Oncologia (ICESP/Folha S.Paulo). Coordenou projetos institucionais pela FINEP e FAPESP. Atualmente coordena projeto institucional FAPESP (Ciência para o Desenvolvimento).

ANDRÉ GUSTAVO TEMPONE CARDOSO

Bacharel em Farmácia Bioquímica (Fac. Oswaldo Cruz, 1997), mestrado Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares  - USP (1999), doutorado em Parasitologia (Instituto de Ciências Biomédicas - USP) (2003) com período sanduíche na London School of Hygiene and Tropical Medicine  - University of London (orientação Prof. Simon L. Croft). Pós - doutorado na UNIFESP (Fisiologia). Atualmente é Pesquisador Científico VI do Instituto Butantan, Laboratório de Fisiopatologia. Foi pesquisador do Instituto Adolfo Lutz entre 2004 e 2023, coordenador do Laboratório Novos Fármacos para Doenças Negligenciadas e vice - diretor do Centro de Parasitologia e Micologia (2009 - 2023). Docente (2006 - atual), vice - coordenador entre 2010 - 2021 geral do Programa de Pós - Graduação (PPG) da Secretaria de Estado da Saúde e coordenador da área Pesquisas Laboratoriais em Saúde Pública entre 2010 e 2021. Docente (2010 - atual) do PPG Instituto de Medicina Tropical da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

DAVID WATKINS

David is a professor of pathology at the George Washington University Medical School, where he recently relocated from the University of Miami. Dr. Watkins was elected a Fellow of the American Academy of Microbiology and was Vice Chair of Research in Pathology at the University of Miami, prior to this recent transition. David’s early work was focused on the similarities between non-human primate Simian Immunodeficiency Virus (SIV) and Human Immunodeficiency Virus-1 (HIV-1) which then progressed into investigating novel ways to make an effective vaccine against HIV using the yellow fever vaccine. Watkins was also involved in developing a treatment against ZIKA virus during the viral outbreak of 2015-2016. He is currently involved in applying his knowledge and experience with HIV and ZIKA to the COVID-19 therapeutic landscape.

DURVANEI AUGUSTO MARIA

Possui Mestrado em Imunologia pela Universidade de São Paulo (1998), Doutorado em Imunologia pela Universidade de São Paulo (2002) e Doutorado / Doutorado-Sanduích pela Universidade de Paris VII Denis Diderot (2002). Atualmente é Pesquisador Científico VI do Laboratório de Biologia Molecular do Instituto Butantan. Tem experiência na área de Imunologia, Biologia Celular e Farmacologia, com ênfase em Imunologia de Tumores, atuando principalmente nos seguintes temas: carcinogênese química, marcadores tumorais,alterações celulares e ultraestruturais,resposta inflamatória, toxinas animais e metalo proteases, inibidores de crescimento e metastatização de tumores animais e humanos, melanoma, marcadores tumorais, cultura celular, célula tronco mesenquimais indiferenciadas, triagem de fármacos oncológicos e farmacologia experimental. 

FAN HUI WEN

Fan hui wen concluiu o doutorado em saúde coletiva pela universidade estadual de campinas em 2002. Atualmente é médica e gerente de produção de soros hiperimunes do instituto butantan, gerenciando equipe responsável pela produção de antivenenos, antitoxinas e imunoglobulina antirrábica. Publicou 45 artigos em periódicos especializados. Possui 17 capítulos de livros e 1 livro publicado. Possui 5 itens de produção técnica. Atualmente participa de 1 projeto de pesquisa com a fundação de medicina tropical heitor vieira dourado, manaus/am, na área de saúde coletiva, com ênfase em epidemiologia e clínica de envenenamentos por animais peçonhentos. Em suas atividades profissionais interagiu com 96 colaboradores em co - autorias de trabalhos científicos. Os termos mais frequentes na contextualizacao da producao cientifica, tecnologica e artistico - cultural sao: animais peçonhentos, epidemiologia, antivenenos, envenenamentos.

FERNANDA BOULOS

Graduada em medicina pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo de São Paulo, Fernanda fez residência médica em neurologia e mestrado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Possui 18 anos de experiência na área da saúde e 12 anos na indústria farmacêutica. Já atuou como consultora e gerente médica na Pfizer e foi diretora de pesquisa clínica e, posteriormente, diretora de evidência de dados da América Latina e Canadá na Novartis. Iniciou sua trajetória na Fundação Butantan em março de 2022 na área de Matéria Médica.

 

GAVIN CLOHERTY

Ph.D., is head of Infectious Disease Research for Abbott’s diagnostics business. He provides scientific leadership in the area of infectious disease diagnostics by conducting groundbreaking clinical studies on hepatitis and HIV and developing new tests. As one of the top experts in the field, his innovative research is changing the way infectious diseases are being diagnosed to help improve patient outcomes. Gavin has more than 20 years of experience with Abbott and leads a team of scientists in the study of  the viral diversity of HIV and hepatitis. His expertise is sought after globally through his established partnerships with commercial organizations, ministries of health, government agencies and academic institutions, such as the Centers for Disease Control and Prevention (CDC) and National Institutes of Health’s AIDS Clinical Trial Group (ACTG) and Hepatitis B Research Network (HBRN). He has worked with the Republic of Georgia to help eradicate hepatitis C in the country, and is looking to expand these efforts to other regions of the world severely impacted by this disease.

GISELE PICOLO

Possui graduação em Biologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1996), mestrado em Patologia Experimental e Comparada pela Universidade de São Paulo (1999), doutorado em Farmacologia pela Universidade de São Paulo (2003) e MBA em Gestão da Inovação em Saúde (2021). Atualmente é pesquisador científico nível VI do Instituto Butantan e Diretora do Laboratório Especial de Dor e Sinalização. Atua como pesquisadora principal do Centro de toxinas, resposta - imune e sinalização celular (CeTICS), um dos CEPIDS da FAPESP, como pesquisadora colaboradora do Centro de excelência na descoberta de novos alvos moleculares (CENTD), uma parceria entre o Instituto Butantan, a FAPESP e a Farmacêutica GlaxoSmithKline (GSK), onde também é coordenadora de Tech Transfer, e como pesquisadora colaboradora do Centros de Ciências para o Desenvolvimento dentro do Programa de Ciência para Desenvolvimento, um dos Centros Especiais da Fapesp, onde também atua como Coordenadora de Comunicação. 

GUSTAVO MENDES LIMA SANTOS

Formado em Farmácia pela Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto e em História pela Universidade de Brasília (UnB), Gustavo é especialista em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), mestre em Toxicologia pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e doutorando em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Com mais de 20 anos de experiência, atuou com registro farmacêutico no Laboratório Teuto Brasileiro e percorreu diferentes setores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), tornando - se referência internacional em assuntos regulatórios, medicamentos biológicos, registro de medicamentos, entre outros assuntos técnicos da área. Foi cientista pesquisador no Internacional Vaccines Institute, em Seul, na Coreia do Sul, onde acompanhou o desenvolvimento de novas vacinas para doenças negligenciadas.

MAISA SPLENDORE DELLA CASA

Possui graduação em Biologia pelo Instituto Mackenzie (1996), Mestrado (2000) e Doutorado em Imunologia pela Universidade de São Paulo (2004). Atualmente é Pesquisador Científico VI do Instituto Butantan. Orientadora pontual no programa de pós-graduação em Imunologia (Instituto de Ciências Biomédicas-USP). Tem experiência na área de Imunologia, Bioquímica e Biologia Celular, atuando principalmente nos seguintes temas: 1. Estudo da participação de plaquetas no contexto de progressão tumoral e em patologias dependentes de adesão celular; 2. Estudo do papel de disintegrinas obtidas de venenos de serpentes na inibição de fenômenos patológicos dependentes de adesão celular. Membro do Conselho de Cultura do Instituto Butantan desde 2013. Atua na realização de eventos relacionados à divulgação científica e à popularização da ciência.

NANCY STAROBINAS

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (1983), Mestrado em Imunologia pela Universidade de São Paulo (1986) e, Doutorado em Imunologia pela Universidade de São Paulo em 1991. Atualmente é Pesquisador Cientifico nível VI do Instituto Butantan e Orientadora plena na Universidade de São Paulo no Departamento de Imunologia.Publicou 51 artigos completos,orientou 6 dissertações de Mestrado e 3 Teses de Doutorado. Tem experiência na área de Imunologia Celular e Imunogenética, atuando principalmente nos seguintes temas: Ativação de macrófagos, camundongos geneticamente selecionados, Inflamação, Citocinas, TNF, neoplasias, Infecção por Tcruzi, Venenos e toxinas animais.

ROXANE MARIA FONTES PIAZZA

Graduada em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal de Santa Catarina, Mestre em Farmácia (Análises Clínicas) pela Universidade de São Paulo e Doutora em Ciências (Biologia da Relação Patógeno - Hospedeiro) pela Universidade de São Paulo. Pesquisadora Científica nível VI do Laboratório de Bacteriologia do Instituto Butantan (Diretora deste Laboratório de 2005 a 2011). Experiência na área de Microbiologia, com ênfase em Patogenicidade e Diagnóstico bacteriano, tendo como linha principal de pesquisa a produção de anticorpos policlonais, monoclonais e recombinantes contra fatores de virulência de Escherichia coli diarreiogênica e desenvolvimento de métodos imunossorológicos para o diagnóstico de patógenos emergentes e reemergentes. Coordenadora do programa PIBIC/PIBITI/PIBIC - EM  -  CNPq do Instituto Butantan (março de 2012  -  março de 2015). Orientadora de Mestrado e Doutorado pelos programas de Pós - Graduação em Fármacia  -  Fisiopatologia e Toxicologia/USP e Pós - Graduação em Ciências  -  Toxinologia do Instituto Butantan (Coordenadora deste programa de abril de 2017  -  abril de 2021). Docente do Programa de Mestrado Profissional em Biotecnologia e Bioprocessos do Instituto Butantan. Responsável pela formação de 20 mestres e 9 doutores, e supervisão de 5 estágios de pós - doutoramento. Primeira secretária da Sociedade Brasileira de Microbiologia (Biênio 2022/2023).

SHANE MIERSCH

Dr. Miersch is a protein engineer with over 10 years of experience in techniques for engineering and optimizing antibody function. He obtained his PhD from the University of Windsor and conducted his post-doctoral studies at the Harvard Institute of Proteomics before joining Dr. Sachdev Sidhu at the Toronto Recombinant Antibody Centre. As a Senior Research Associate there, he has led multi-institutional, interdisciplinary and international efforts with the National Institutes of Health, Jing Medicine, Reflexion Pharmaceuticals, and Washington State University co-ordinating collaborative efforts aimed at developing antibodies and non-antibody scaffolds for therapeutic applications. His work has focused on engineering and optimizing functional and biophysical properties via the use of degenerate libraries and directed evolution, grafting of protein-protein interaction domains, site-specific modification of proteins and tailored selections on protein homologs and multi-protein complexes. More recently, these efforts have led to the development of novel multivalent and multi-specific antibody formats whose functional properties exceed those of bivalent antibodies. He has authored and co-authored >30 publications in peer reviewed journals including Cell and the Journal of Molecular Biology, is an inventor on 9 patent applications filed and his current interests lie in establishing the broader utility of multivalent antibodies and developing them for clinical application.

THOMAS DENNY

Thomas N. Denny, MSc, M.Phil, is the Chief Operating Officer of the Duke Human Vaccine Institute (DHVI), Associate Dean for Duke Research and Discovery @RTP, and a Professor of Medicine in the Department of Medicine at Duke University Medical Center. He is also an Affiliate Member of the Duke Global Health Institute. Previously, he served on the Health Sector Advisory Council of the Duke University Fuquay School of Business. Prior to joining Duke, he was an Associate Professor of Pathology, Laboratory Medicine and Pediatrics, Associate Professor of Preventive Medicine and Community Health and Assistant Dean for Research in Health Policy at the New Jersey Medical School, Newark, New Jersey. He has served on numerous committees for the NIH over the last two decades and currently is the principal investigator of an NIH portfolio in excess of 65 million dollars. Mr. Denny was a 2002-2003 Robert Wood Johnson Foundation Health Policy Fellow at the Institute of Medicine of the National Academies (IOM). As a fellow, he served on the US Senate Health, Education, Labor and Pensions Committee with legislation/policy responsibilities in global AIDS, bioterrorism, clinical trials/human subject protection and vaccine related-issues.

THOMAS EVANS

Tom Evans is the CEO at Aeras. He previously served as Chief Scientific Officer where he led all research and development (R&D) and medical activities, including vaccine discovery, vaccine assessment and clinical development. Prior to joining Aeras, Dr. Evans was Vice President and Head of Translational Sciences, Asia at Novartis Institutes for BioMedical Research in Shanghai, China. Dr. Evans also served as Novartis Vice President and Global Head of Infectious Diseases Research and Translational Medicine from 2005 to 2008. He came to Novartis from Vical Inc., where he was Vice President, Infectious Diseases Clinical Research. Prior to that, Dr. Evans was Professor of Medicine and Chief of the Infectious Diseases Division at the University of California, Davis. Dr. Evans has made fundamental contributions to the understanding of immunology and to the development and clinical testing of HIV vaccines. Dr. Evans is board certified in Internal Medicine and Infectious Diseases and certified in Tropical Medicine. He is a member of the American Association for the Advancement of Science, the American Society of Tropical Medicine and Hygiene, the Infectious Diseases Society of America, and the American Association of Microbiology, and has served as a reviewer for several leading scientific journals. He has been the Principal Investigator or study chair for numerous investigator-sponsored and industry-sponsored clinical trials, and co-investigator on many NIH-funded grants, including vaccines for cytomegalovirus, hepatitis B, influenza, and HIV.